Blog

Home/Notícias/Via Sacra 2016 – A face poética da Verdade

Via Sacra 2016 – A face poética da Verdade

Em 2016, o espetáculo Via Sacra comemorará 35 anos e terá como tema “A face poética da Verdade”, com apresentação nos dias 24 e 25 de março.  Com o tema, o Grupo Grita, responsável pelo evento, quer mostrar que duas artes aparentemente distintas, estão mais próximas do que se imagina. Entre apresentações, rimas, métricas, cenas e outros elementos, a POESIA E O TEATRO, se relacionam desde os primórdios de ambas as manifestações artísticas. No início do Teatro Grego, os registros documentados que temos de dramaturgia são em versos.

No início do Teatro Grego, os registros documentados que temos de dramaturgia são em versos. Na Idade Média temos os Menestréis, texto presente na nossa Via Sacra, em 2009. Já no Renascimento, na Itália,tivemos Shakespeare com “Romeu e Julieta”. Em Portugal, Luís de Camões com “Os Lusíadas” e Gil Vicente com “O auto da barca do inferno”. Já no Brasil, Gonçalves Dias nos apresentou “Juca Pirama” e João Cabral de Melo com “Morte e vida Severina”.

Vários são os momentos de poesia no enredo da Via Sacra do Anjo da Guarda. Existe poesia no poema do Anjo da Anunciação, de César Teixeira; na composição das músicas de Josias Sobrinho, nas coreografias de Robinho Zambiiachi, Hélio Martins e Saci Teleleu; no texto de Claudio Silva; nas cenas dirigidas por Fatima Di Franco, Berg Martins, Lewdyson Clay, Vinicius de Azevedo, Renato Porto e Auro Juriciê; na costura de Claudina Silva e Juraci Silva ; nos adereços de Carlos Henrique Nascimento e Wilson Mota; na cenografia de Zezé Lisboa, Edson Lima e Simoney Mascarenhas; na sonoplasta de Walber Bonfim, entre outros.

Post Tags -

Written by

The author didnt add any Information to his profile yet

Faça seu comentário